a

OSHO: “E é muito fácil ser infeliz porque a mente vive através da infelicidade.”

Humaniversidade > Artigos dos Mestres  > OSHO: “E é muito fácil ser infeliz porque a mente vive através da infelicidade.”

OSHO: “E é muito fácil ser infeliz porque a mente vive através da infelicidade.”

 

Confira o blog e veja uma reflexão de OSHO sobre como é fácil ser infeliz e entender o porque a mente vive em busca de felicidade. 

“Perceba que é muito difícil ser feliz e muito fácil ser infeliz
As pessoas quase sempre escolhem o mais fácil – e ser infeliz é muito fácil.
Não é preciso nenhum talento para ser infeliz.
Ser feliz necessita de um grande talento.
Muita inteligência e consciência – quase um gênio é necessário para ser feliz.
Ser infeliz não é nada.
Até as pessoas estúpidas são infelizes. Isso não é nada.
E é muito fácil ser infeliz porque a mente vive através da infelicidade.
Se você permanecer feliz por um tempo maior, a mente começará a desaparecer, porque não há nenhuma conexão entre felicidade e a mente.
A felicidade é algo transcendental, algo do além.
Observe um momento de imensa felicidade.
Num momento realmente intenso de felicidade, não há nenhum pensamento.
Ele é puro.
Ele é completamente vazio de pensamento.
Portanto, observe isso.
Uma vez que se aprende como ser feliz, deve-se começar, pouco a pouco, a abandonar o hábito de ficar infeliz.
E isso é apenas um hábito, nada mais.
É inacreditável que as pessoas sejam infelizes apenas por causa dos hábitos.
Não há nenhuma causa para serem infelizes.
O mundo está absolutamente pronto para fazê-lo feliz.
Tudo é como deve ser, mas de algum modo, a pessoa continua perdendo isso.
Continua vivendo em sua própria nuvem – escura, sombria.
Então, sempre que você vir que a mente está surgindo novamente com seus velhos truques, imediatamente caia fora disso.
Imediatamente faça alguma coisa para se distrair.
Uma vez que você começa a viver na felicidade, uma vez que conhecer o seu sabor e ela entrar profundamente no seu ser, nada mais será necessário.
Ela estará simplesmente aí.
Por isso esteja muito alerta.
Quando alguém é infeliz, pode permanecer sem estar alerta, não há nada a perder.
Mas quando alguém é feliz, tem de tomar muito cuidado e cautela porque agora tem um tesouro que pode ser perdido, e perdido em um segundo.
Uma pessoa que tem um tesouro deve ser muito cautelosa, pois poderá perdê-lo em qualquer momento de inconsciência.”

Veja outras reflexões de outros mestres

Quem é Osho

Osho

Imagem de Osho

Rajneesh Chandra Mohan Jain (रजनीश चन्द्र मोहन जैन) (Kuchwada, Índia, 11 de Dezembro de 1931 — Pune, Índia, 19 de Janeiro de 1990), nascido Chandra Mohan Jain, também conhecido como Acharya Rajneesh,[1] Bhagwan Shree Rajneesh e Osho, foi um guru indiano[2] líder do movimento Rajneesh. Durante sua vida, ele foi visto como um místico e um polêmico líder do novo movimento religioso. Rajneesh também criticou Mahatma Gandhi e a ortodoxia religiosa hindu.[3][4] Ele enfatizou a importância da meditação, atenção plena, amor, celebração, coragem, criatividade e humor – qualidades que ele via como sendo suprimidas pela adesão a sistemas de crença estáticos, pela tradição religiosa e pela socialização. Ao defender uma atitude mais aberta à sexualidade humana,[4] ele causou controvérsia na Índia durante o final dos anos 1960 e ficou conhecido como “o guru do sexo”.

Nenhum Comentário

Deixar uma resposta